Variedades

No aniversário de Frida Kahlo, visite a casa onde viveu a artista

08.07.2020

Há 113 anos nascia a pintora Frida Kahlo. A mexicana foi uma artista marcada pela dor e pelo próprio mito. Nasceu Magdalena Carmen Frida Kahlo Calderón em 6 de julho de 1907 na Casa Azul, no bairro de Coyoacán, na Cidade do México, mesmo lugar onde faleceu em 1954, deixando cerca de 200 obras, um romance passional e tumultuado com Diego Rivera e a marca de um caráter rebelde que rompeu com as convenções.

Para os fãs da artista e para quem gostaria de conhecer um pouco mais sobre Frida, uma boa notícia: embora as viagens ao exterior estejam impedidas no momento, por conta da pandemia do novo coronavírus, é possível fazer uma passeio virtual pelos ambientes da Casa Azul, agora transformada no Museu Frida Kahlo, e conhecer, por exemplo, a cozinha onde Frida gostava de receber os amigos com pratos da culinária mexicana, o estúdio, com o dispositivo ortopédico que ela usava para pintar e manter a coluna ereta enquanto trabalhava, e também o jardim da artista. Diversas obras, imagens e cartas da pintora mexicana também estão disponíveis para serem visualizadas em detalhes por meio da ferramenta Google Arts & Culture.

Obra e vida

A obra de Frida foi marcada pela presença da dor. Contraiu poliomielite ainda pequena e, para piorar, aos 18 anos o ônibus em que estava colidiu com um bonde. No acidente, fraturou a coluna e vários ossos e ficou de cama por meses. Por puro tédio, conforme ela mesmo dizia, começou a pintar.

Na bonita Casa Azul viveu e morreu em companhia de Diego Rivera, o mais talentoso muralista mexicano. Frida e Diego formaram um dos casais mais famosos (e tempestuosos) daquele tempo efervescente que foram as primeiras décadas do século passado. “A casa, em si, já impressiona. Obviamente, é toda pintada de azul e dá mostras da vida folgada da família da pintora. Construída em 1904, ocupa hoje um terreno de 1200 m2 – a construção principal e seus anexos têm 800 m2. Tudo é grande, espaçoso, confortável e aprazível, em ambientes cercados de plantas e obras de arte”, descreveu o repórter do Estadão Luiz Zanin Oricchio na ocasião de uma visita ao Museu Frida Khalo.

Deu vontade de conhecer? Arrisque-se no passeio virtual. É grátis e seguro. (https://artsandculture.google.com/partner/museo-frida-kahlo).

Fonte: Estadão Conteúdo

newsletter-img

O que aconteceu hoje, diretamente no seu e-mail

As notícias que você não pode perder diretamente no seu e-mail. Para se inscrever, entre ou crie uma Conta Globo gratuita. Inscreva-se e receba a newsletter

Posts relacionados

Variedades

Cacau Protásio passa por segunda cirurgia, após pancreatite aguda

O marido de Cacau Protásio, Janderson Pires, revelou que a atriz está bem, após a realização de uma nova cirurgia, na terça-feira, 13. A atriz foi internada em hospital no Rio de Janeiro, no dia 31 de março, com pancreatite aguda. “Ótimas notícias, amigos! A inflamação da pancreatite que nos preocupava foi tratada e, hoje, […]

14/04/2021

Variedades

Álbum celebra Dona Ivone Lara com quatro músicas inéditas

O quarto EP da série Baú da Dona Ivone foi lançado na terça-feira, 13, no dia em completaria 99 anos do nascimento da sambista Ivone Lara (13 de abril de 1922 – 16 de abril de 2018). A cantora, também marcada pelo seu talento como compositora, deixou fragmentos de músicas que não chegaram a ser […]

14/04/2021