Política

Governador do AM diz que não foi à CPI por questões de segurança no Estado

10.06.2021

O governador do Amazonas, Wilson Lima (PSC), citou como um dos motivos para não comparecer à Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Covid, nesta quinta-feira (10), a realização de ações de segurança pública em seu Estado, que tem sofrido uma série de ataques coordenados por uma facção criminosa. “O povo precisa mais de mim aqui nesse momento”, argumentou.

O governador deveria comparecer nesta manhã à CPI no Senado para prestar depoimento sobre sua gestão durante o colapso de saúde registrado no Amazonas no início deste ano. Contudo, após decisão da ministra do Supremo Tribunal Federal (STF) Rosa Weber, a Corte concedeu ao dirigente um habeas corpus permitindo que não comparecesse à CPI, ou tivesse o direito de ficar em silêncio durante o depoimento.

A justificativa da ministra foi de que, por Lima ser alvo de investigações que apuram o desvio de verbas públicas na pandemia, o governador amazonense deve ter o direito de não produzir provas contra si.

Em nota, Lima também comentou sobre a inconstitucionalidade da CPI ao convocar governadores. “Temos um princípio que é importante ser respeitado, que é a independência dos Poderes. Isso é um princípio básico e elementar, os direitos da Constituição precisam ser garantidos”, disse. O mesmo argumento deve ser usado por outros governadores convocados a prestar depoimento.

Violência

O Amazonas tem sido palco de uma onda de violência. De acordo com levantamento balanço da Secretaria da Segurança Pública, até segunda-feira (7), ao menos 29 veículos, sete agências bancárias e oito prédios públicos tinham sido alvo de ataques atribuídos à facção criminosa Comando Vermelho. Os ataques teriam acontecido em represália pela morte de um traficante em confronto com a Polícia Militar.

Fonte: Estadão Conteúdo

newsletter-img

O que aconteceu hoje, diretamente no seu e-mail

As notícias que você não pode perder diretamente no seu e-mail. Para se inscrever, entre ou crie uma Conta Globo gratuita. Inscreva-se e receba a newsletter

Posts relacionados

Política

Políticos lamentam a morte do ex-vice presidente Marco Maciel

Políticos lamentaram a morte do ex-vice presidente da República Marco Maciel, que morreu neste sábado, 12, em Brasília. O então político tinha 80 anos e era diagnosticado com Alzheimer. Antes de se tornar pessoa pública, ele atuava como advogado. Maciel foi vice-presidente durante o governo de Fernando Henrique Cardoso, de 1995 a 2003. Além disso, […]

12/06/2021

Política

Apoiadores de Bolsonaro se concentram para motociata em SP

O trânsito nas Avenidas Olavo Fontoura, nos dois sentidos, e Santos Dumont, no sentido centro, está bloqueado para uma manifestação em apoio ao presidente Jair Bolsonaro feita por motoqueiros na manhã deste sábado, 12. Os moradores da zona norte de São Paulo que desejam seguir para o centro têm de fazer desvio pela Avenida Braz […]

12/06/2021

Política

Marco Maciel morre aos 80 anos e Democratas enfatiza perfil íntegro

O ex-vice-presidente da República Marco Maciel faleceu nesta madrugada, aos 80 anos, em Brasília, de acordo com nota divulgada nesta manhã pelo presidente do Democratas, Antonio Carlos Magalhães Neto. ACM Neto e o governador de Goiás, Ronaldo Caiado, do mesmo partido, enfatizaram nesta manhã a postura íntegra de Maciel durante sua vida política. ACM lamentou […]

12/06/2021