Geral

Ministério da Saúde reafirma que não deve vacinas aos Estados

11.09.2021

O Ministério da Saúde reafirmou neste sábado, 11, que não há atrasos na entrega de vacinas contra a covid-19 para aplicação de segunda dose. Nos últimos dias, o governo federal e o do Estado de São Paulo divergem sobre o repasse dos imunizantes. Enquanto a pasta afirma que não deve doses para nenhum Estado Brasileiro, o governador João Doria (PSDB) afirma que o ministério deve 1 milhão de doses e que, caso não receba, irá recorrer ao Supremo Tribunal Federal (STF).

“O Ministério da Saúde informa que não deve quantitativo de segunda dose das vacinas Covid-19 a nenhum estado brasileiro”, afirmou a pasta.

Mais de 95% das Unidades Básicas de Saúde (UBSs) da capital paulista estão sem vacinas da AstraZeneca para a segunda dose e a falta já atinge todo o Estado. Segundo o governo estadual, desde o fim de semana cerca de 1 milhão de pessoas ficaram sem o esquema vacinal completo.

Ao comentar a situação de São Paulo, o governador afirmou que se trata de um problema do País. Alguns Estados, como Mato Grosso do Sul, também estão sem estoques de AstraZeneca em vários municípios. Por sua vez, o Ministério da Saúde argumenta que a falta de doses para completar o esquema vacinal da população deve-se a alterações feitas por Estados e municípios no Plano Nacional de Operacionalização da Vacinação contra a Covid-19, o PNO.

“As alterações feitas por estados e municípios no Plano Nacional de Operacionalização da Vacinação contra a Covid-19 (PNO), como descumprir o que foi pactuado em reunião tripartite (União, estados e municípios), acarretam na falta de doses para completar o esquema vacinal na população brasileira. Para evitar esse cenário, a Pasta alerta, mais uma vez, para que estados, municípios e o Distrito Federal sigam o PNO”, argumenta a pasta na nota.

Diante do cenário, o governo de São Paulo anunciou que a partir da próxima semana, quem estiver com a segunda dose da AstraZeneca atrasada poderá se vacinar com a Pfizer. Para viabilizar o plano, serão entregues aos municípios durante o final de semana cerca de 400 mil doses extras de Pfizer. A intercambialidade das vacinas foi chancelada pelo Comitê Científico do governo do Estado e pelo Programa Estadual de Imunização (PEI), que embasaram a decisão em estudos da Organização Mundial de Saúde (OMS) e em orientações do próprio Ministério da Saúde.

Fonte: Estadão Conteúdo

newsletter-img

O que aconteceu hoje, diretamente no seu e-mail

As notícias que você não pode perder diretamente no seu e-mail. Para se inscrever, entre ou crie uma Conta Globo gratuita. Inscreva-se e receba a newsletter

Posts relacionados

WhatsApp Image 2022-02-23 at 07.48.53

Geral

Apenas Lorenzo: o destaque goiano na música

Cantor e compositor, Apenas Lorenzo como é conhecido – é um dos principais artistas goianos da atualidade.  A carreira de cantor se deu início há mais de 8 anos, onde era chamado de João Lorenzo. Compôs durante três anos uma dupla balada na cidade de Goiânia e agora lança sua carreira solo com o DVD […]

13/02/2022

Geral | Variedades

Mercado de scooters elétricos valerá $ 644,5 bilhões em 2028, crescendo a um CAGR de 29,4% a partir de 2021 - relatório exclusivo da Meticulous Research®

LONDRES , 30 de junho de 2021 / PRNewswire / – De acordo com um novo relatório de pesquisa de mercado ” Mercado de Scooters Elétricos  por Tipo de Veículo (Motocicletas Elétricas, E-scooters e Bicicletas), Potência (Menos de 3,6 kW, 3,6 kW a 7,2 kW) , Tecnologia de bateria (SLA, Li-ion, Li-ion Polymer), Tipo de motor, Tipo de carga, Usuário final – […]

01/11/2021

Geral

Prefeitura do Rio aplica Pfizer como segunda dose após falta de AstraZeneca

A falta de vacinas da AstraZeneca está levando o município do Rio a aplicar a segunda dose com imunizante da Pfizer. A “vacinação heteróloga”, como são chamados os casos em que a mesma pessoa recebe as doses produzidas por laboratórios diferentes, também poderá acontecer em outros municípios do Estado. Segundo a Secretaria Municipal de Saúde […]

13/09/2021