Esportes

Corinthians bate Palmeiras e fica mais perto do tri no Brasileiro Feminino

13.09.2021

Corinthians e Palmeiras protagonizaram o primeiro jogo da final do Campeonato Brasileiro Feminino A1, na noite deste domingo. Mesmo jogando no Allianz Parque, em São Paulo (SP), o Corinthians abriu vantagem ao vencer o arquirrival por 1 a 0, com gol de Gabi Portilho.

Este foi o primeiro dérbi em uma final da competição e contou com a presença de Pia Sundhage, técnica da seleção brasileira, nas tribunas do estádio palmeirense. Potência na categoria, o Corinthians já tem dois títulos nacionais, enquanto o Palmeiras chegou pela primeira vez à decisão e busca sua primeira conquista.

A partida decisiva está marcada para o dia 26 de setembro, domingo, às 20h, na Neo Química Arena, em São Paulo (SP). Não há vantagem para gol fora de casa e o Corinthians jogará por um empate para ser campeão. Já o Palmeiras precisa vencer por dois gols de diferença para levantar a taça no tempo normal. Uma vitória alviverde por apenas um gol leva a decisão para os pênaltis.

O primeiro tempo foi nervoso e de poucas oportunidades, mas com muitas faltas. Os dois rivais priorizaram a marcação e praticamente não chegaram com perigo ao ataque. O principal lance ocorreu aos 26 minutos, quando Adriana balançou a rede após cabeçada de Gabi Portilho e grande defesa de Jully. Gabi, entretanto, estava impedida e o gol corintiano foi anulado após checagem no VAR.

O segundo tempo começou mais movimentado e Yasmin, do Corinthians, levou perigo. Após boa tabela com Tamires, ela invadiu a área e finalizou forte, mas para fora. Camilinha tentou responder para o Palmeiras ao tentar chute do meio-campo depois de perceber a goleira Kemelli adiantada.

Aos 18, o Corinthians chegou novamente com perigo em chute de Gabi Zanotti, que passou perto da trave. Dois minutos depois, o gol saiu em bola parada. Victoria Albuquerque cobrou falta e Gabi Portilho esticou o pé para completar, encobrindo a goleira. Um belo gol.

O Corinthians ainda chegou bem em chute de Victoria Albuquerque, respondido pelo Palmeiras com Katrine, que chutou muito forte e levou perigo. Apesar da tentativa de reação do Palmeiras, o placar não se alterou mais até o apito final.

Fonte: Estadão Conteúdo

newsletter-img

O que aconteceu hoje, diretamente no seu e-mail

As notícias que você não pode perder diretamente no seu e-mail. Para se inscrever, entre ou crie uma Conta Globo gratuita. Inscreva-se e receba a newsletter

Posts relacionados